Seja Bem Vindo ao Estudo do Magnetismo

Você que acompanha nosso Blog e gosta das matérias aqui postadas, seja um seguidor cadastro esta ao lado da matéria, no ícone "Participar deste site". Grato! a todos.

terça-feira, 29 de maio de 2012

Tato Magnético Natural


  Evento: Entremediuns 2010 (Continuação)
                                                  Por: Jacob Melo em 23.10.10

17- Quando a gente percebe no nosso corpo a dor ou incomodo que o outro sente no corpo dele, isso é uma forma de tato magnético?
Jacob- Isso tem dois nomes: 1- tato magnético natural, ou seja, entrou em relação magnética, não precisa nem ser no passe; acontece em qualquer lugar; 2- a empatia magnética, que é a mesma coisa, só que direcionada, a empatia é você receber diretamente a informação do outro, se manifesta de duas maneiras normalmente, uma como se você fosse um espelho em que a dor é refletida do lado contrário a do paciente; se eu for reflexo a dor se manifesta no mesmo local da do paciente.
Até isso a gente precisa se identificar porque tem pessoas que são espelhos, tem pessoas que são reflexos e tem pessoas que em determinadas circunstancias são um e em determinadas são outros. Como é que você vai saber se você não tem retorno do paciente? Então esse tipo de trabalho vai ter que ter retorno, porque senão você não anda, vai ficar tateando, vai fazer e não sabe se deu certo, é ciência.
18- O que você pode nos dizer a respeito de adolescentes trabalharem na sustentação e na aplicação do TDM?
Jacob- É possível, desde que o adolescente já tenha uma maturidade fluídica; não existe uma data cronológica exata. Tem adolescentes com 20 anos que é melhor ele não ir, tem adolescentes com 15 anos, que foi meu caso, que já pode ir, eu não sou uma exceção da regra.
Eu tive o privilegio de estar no lugar certo, na hora certa, da forma certa. Então para mim foi fácil, e eu contrariei o padrão da casa, porque o padrão da casa não permitia, mas na época quem se descompensava muito só tinha uma pessoa que recompensava, era Jacob. E aí obrigatoriamente, já que tinha que chamar Jacob de vez em quando, então coloca ele para trabalhar, e mesmo assim eu não aplicava muitos passes, aplicava poucos. E na época eu tinha uma usinagem muito estranha; eu doava muito fluido e minha usinagem se caracterizava por sudorese. Se eu aplicasse 5 passes, não mais do que isso, com usinagem, eu terminava espremendo a minha camisa e dali caía suor como se eu a tivesse tirado de uma bacia de água. Hoje eu tenho sudorese ainda, se eu aplicar por exemplo passe em pessoas com câncer, tipo de passe que “rouba” muito fluido e eu doar muito fluido, eu tenho sudorese do joelho para baixo. Olha que coisa! Como você transpira do joelho para baixo? É uma característica. Alguém vai repetir essa característica? Não! Acho pouco provável. Cada um vai ter a sua característica.
Na adolescência eu tinha uma recomposição fluídica muito rápida, se pudesse aplicava passes todos os dias e não entrava em fadiga. Os adolescentes as vezes tem um emocional muito excitado e as vezes tenta encobrir uma realidade fluídica. Então, se você percebe que o adolescente tem lerdeza, não intelectual, mas emocional, é melhor ir com cuidado. Mas se é uma pessoa que está numa adolescência normal, e tem equilíbrio, tem fluidos, ele doa e não se descompensa, pode aplicar TDM, sempre observando.
Postar um comentário