Seja Bem Vindo ao Estudo do Magnetismo

Você que acompanha nosso Blog e gosta das matérias aqui postadas, seja um seguidor cadastro esta ao lado da matéria, no ícone "Participar deste site". Grato! a todos.

sábado, 19 de maio de 2012

Paracelso (1493-1541)


Paracelso: o pai da medicina integral
Paracelso é hoje conhecido como o precursor da medicina holística. Nasceu em 10 de novembro de 1493 e aos 17 anos já começava a contestar os meios empregados para a cura, na época.
Nasceu num momento histórico de muitas transformações na ciência, na filosofia, na religião e nas artes. Época marcada pela Reforma de Lutero e pela chegada da Renascença.
Desde criança teve uma saúde física muito frágil, com tendência ao raquitismo. Além disto, era baixinho, corcunda e gago. Mas como a evolução espiritual independe das condições físicas, revolucionou a medicina chegando a sua influência até os dias atuais.
Estudou com o seu pai ainda na infância, o qual lhe transmitiu conhecimentos de latim, botânica, alquimia, medicina, cirurgia e teologia. Sua terra natal, Einsiedeln, na Suíça, viu surgir Philipe Aureolus Theophrastus Bombastus von Hohenheim, ou Paracelso, um homem que possuía uma visão profunda a respeito da saúde, entendendo-a como sendo o equilíbrio energético do corpo.
Demonstrava uma grande sabedoria, aquela que alia o conhecimento à bondade. Era cristão, tendo estudado muito interessadamente as Sagradas Escrituras e os Evangelhos, exigindo que os seus discípulos também o fizessem.
Sua ousadia e pensamentos revolucionários lhe renderam muitas perseguições e difamações em sua época, até que o pensamento da Humanidade se desenvolvesse para conseguir entender um pouco da sua estatura intelectual e moral.
Estudou alquimia no mosteiro beneditino de Santo André, no Lavantal, e ciências ocultas na Basiléia. Conheceu o abade Jean Trithemius e Basil Valentine, grandes estudiosos da época, com quem continuou seus estudos alquímicos e ocultistas. Tinha ligações com a cabala, a magia, o esoterismo, sendo mais conhecido como médico. Recusava qualquer pagamento no exercício da magia que desenvolvia, pois, segundo ele, a mesma deveria ser sempre utilizada de forma desinteressada, caritativamente, revelando assim o seu caráter e a alta compreensão que tinha dos postulados cristãos.
Empregou o ímã em muitos de seus trabalhos de cura sendo considerado precursor do Magnetismo Pessoal e do Mesmerismo (Magnetismo).
Postar um comentário