Seja Bem Vindo ao Estudo do Magnetismo

Você que acompanha nosso Blog e gosta das matérias aqui postadas, seja um seguidor cadastro esta ao lado da matéria, no ícone "Participar deste site". Grato! a todos.

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

CHACRAS OU CENTROS DE ENERGIA OS ONZE CHACRAS PRINCIPAIS


CHACRAS OU CENTROS DE ENERGIA OS ONZE CHACRAS PRINCIPAIS
 
Os chacras, centros ou vórtices de energia são partes muito importantes do corpo bioplasmático.
 Do mesmo modo que no corpo físico há órgãos vitais e órgãos de importância menor, o corpo bioplasmático apresenta chacras maiores, menores e mínimos. 
Os chacras maiores são centros ou vórtices de energia com cerca de 7,5 a 10 cm de diâmetro. 
Controlam e energizam os órgãos principais e vitais do corpo físico. Os chacras são como usinas geradoras que fornecem energia vital a esses órgãos. Quando essa usina funciona mal, esses órgãos adoecem, porque não têm suficiente energia para operarem adequadamente! Os chacras menores têm cerca de 2,5 a 5 cm de diâmetro. Os chacras mínimos têm um diâmetro menor do que 2,5 cm. Os chacras menores e os mínimos controlam e energizam partes menos importantes do corpo físico. Os chacras se interpenetram e se estendem para além desse corpo físico.
Eles possuem várias funções importantes:
 
1. Absorvem, digerem e distribuem a energia vital às diferentes regiões do organismo.
2. Controlam, energizam e são responsáveis pelo funcionamento adequado de todo o corpo físico e suas diferentes partes e órgãos. As glândulas endócrinas são controladas e energizadas por alguns dos chacras maiores. Tais glândulas podem ser estimuladas ou inibidas pelo controle ou manipulação desses chacras. Muitos problemas são parcialmente causados pelo mau funcionamento dos chacras.
3. Alguns chacras são sítios ou centros de faculdades psíquicas. A ativação de certos chacras (centros de energia) podem resultar no desenvolvimento de certas faculdades psíquicas. Por exemplo: os chacras de ativação mais fácil e segura são os chacras das mãos. Estão localizados no centro das palmas das mãos e sua ativação 
permite o desenvolvimento da capacidade de sentir energias sutis e também de sentir as auras interior,
OS ONZE CHACRAS PRINCIPAIS
Os chacras principais não apenas controlam e energizam os órgãos vitais do corpo, como também controlam e afetam as condições psicológicas e espirituais da pessoa.
1. Chacra básico. Este chacra está localizado na base da coluna ou região do cóccix. Possui quatro pétalas. O chacra básico é empregado para energizar e fortalecer todo o corpo físico visível. O chacra básico controla e energiza:  a) os sistemas muscular e esquelético, b) a coluna vertebral, c) a produção e a qualidade do sangue, d) as glândulas suprarrenais, e) os tecidos e órgãos internos do corpo, f) a taxa de crescimento das células, g) a taxa de crescimento das crianças, h) a vitalidade geral, i) a temperatura do corpo, j) e também afeta o coração e os órgãos sexuais.
O mau funcionamento deste chacra pode se manifestar como: a) artrite e reumatismo, b) problemas na coluna, c) doenças sanguíneas e alergia, d) cicatrização lenta de ferimentos e fraturas ósseas, e) problemas de crescimento, f) câncer e leucemia, g) baixa vitalidade, h) doenças cardíacas, i) doenças cerebrais, j) doenças sexuais.
O chacra básico controla e energiza o sistema muscular; desse modo, o coração também é afetado. Pacientes com doenças cardíacas graves apresentam também um mau funcionamento do chacra básico. Parte da energia vital do chacra básico vai também para o cérebro; portanto, o mau funcionamento do chacra básico pode afetar seriamente o cérebro. Parte da energia transformada no básico e necessária ao funcionamento adequado dos chacras da cabeça. Pessoas idosas geralmente apresentam o “chacra chi” ou básico esgotado ou exaurido. E por isso que seus corpos são fracos e vão se tornando menores, a coluna tende a se curvar, a cura de seus ferimentos e fraturas ósseas, tende a ser lenta e elas tendem a desenvolver artrite. Um chacra básico saudável é fator critico na saúde e juventude de uma pessoa. O chacra básico é o centro da autosobrevivência ou autopreservação. Pessoas com chacra básico ativo e forte tendem a ser mais dinâmicas. Mas, se o chacra básico estiver superativado, tais condições pode se manifestar como hiperatividade, agitação ou insônia. Algumas pessoas cujo chacra básico encontra-se subativado, tendem a ser preguiçosas, pouco práticas e pouco realistas. Em alguns casos graves, esses indivíduos tendem a perder completamente o contato com a realidade. Pessoas com tendências suicidas apresentam o chacra básico fraco e subativado. Os chacras secundários da sola dos pés e o chacra básico são os principais pontos de entrada da energia vital que vem do solo.
2. Chacra genésico. Este chacra localiza-se na região pubiana. Apresenta seis pétalas. Os seus chacras genésico e meng mein produzem uma quantidade major de energia, que e usado na expulsão e eliminação dos resíduos do organismo. O chacra genésico controla e energiza: a) o órgão sexual, b) a bexiga e a uretra, c) as pernas também são substancialmente energizadas por ele, d) a garganta e a região da cabeça também são energizadas e afetadas por ele. Os chacras ajna, o laríngeo e o básico possuem forte influência sobre o chacra genésico. O mau funcionamento de qualquer um deles pode afetar adversamente o chacra genésico.
O mau funcionamento do chacra genésico pode se manifestar como: a) problemas urinários, b) impotência, c) esterilidade, d) dilatação da próstata, e) outras doenças sexuais.
O chacra genésico é o centro criador inferior ou físico. O chacra laríngeo é seu correspondente superior. Parte da energia vital sexual é, transformada pelo corpo numa forma superior de energia vital, que será usada pelos chacras laríngeo e da cabeça. A energia sexual transmutada é necessária ao funcionamento adequado do chacra laríngeo e dos chacras da região da cabeça. Pacientes mentalmente retardados apresentam um chacra genésico diminuído. Este é um dos fatores responsáveis pela tendência que as pessoas idosas têm de se tornarem senís. A ciência e arte da transformação da energia sexual em energia criadora e numa forma superior de energia vital, empregada para ativar as células cerebrais, são ensinadas na “MEDITAÇÃO ARHATICA”.
3. Chacra Meng Mein. Este chacra localiza-se aproximadamente na região dorsal do umbigo. Possui oito pétalas. Ele age como uma “estação de bombeamento” da energia vital proveniente do chacra básico e é responsável pelo fluxo de energia vital para cima, através da coluna vertebral. O chacra meng mein controla e energiza: a) os rins, b) as glândulas suprarrenais, c) até certo ponto outros órgãos internos, d) e também regula a pressão sanguínea.
 O mau funcionamento do chacra meng mein pode se manifestar como: a) problemas renais, b) baixa vitalidade, c) doenças relacionadas à pressão sanguínea, d) problemas nas costas.
O tamanho normal do chacra meng mein é de cerca de 1/3 a 1/2 do tamanho médio dos outros chacras principais. Em seu tamanho normal, a pressão sanguínea é normal. Se o chacra meng mein estiver superativado ou se a proporção for mais elevada, a pressão sanguínea será mais alta do que a normal. Se o chacra meng mein estiver subativado ou se a proporção for menor, então a pressão sanguínea será mais baixa do que a normal. O chacra meng mein está intimamente relacionado ao chacra esplênico. Se este chacra estiver altamente energizado, o meng mein também ficara substancialmente energizado. Se o chacra esplênico for ativado, o meng mein também será parcialmente ativado. É por isso que não é aconselhável energizar o chacra esplênico de um paciente com hipertensão. O mau funcionamento dos chacras gástrico, meng mein e básico, juntamente com o mau funcionamento dos chacras ajna e cardíaco, pode se manifestar como uma taxa anormal de crescimento celular. O chacra meng mein de bebes, crianças, mulheres grávidas e pessoas idosas não deve ser energizado, devido aos possíveis efeitos adversos. No caso de bebes, crianças e idosos, isso pode causar elevação da pressão sanguínea. Já em relação as mulheres grávidas, isso pode causar aborto. Este chacra deve ser tratado apenas magnetizadores experientes.
4. Chacra umbilical. Este chacra localiza-se no umbigo. Possui oito pétalas. O chacra umbilical controla e energiza: a) o intestino delgado, b) o intestino grosso, c) o apêndice, d) afeta a velocidade do parto, e) afeta a vitalidade geral.
O mau funcionamento do chacra umbilical pode se manifestar como: a) Constipação, h) baixo peristaltismo, c) incapacidade de assimilação dos nutrientes, d) apendicite, e) doenças intestinais, f) dificuldades no parto, g) baixa vitalidade.
5. Chacra esplênico. O chacra esplênico frontal localiza-se na porção mediana da última costela flutuante esquerda. O chacra esplênico dorsal situa-se atrás do chacra esplênico frontal. Ambos possuem as mesmas funções. O chacra esplênico tem seis pétalas. E o principal ponto de entrada da energia vital do ar ou glóbulos de vitalidade do ar. Desempenha, portanto, um papel vital no bem-estar geral do homem. Ele absorve a energia vital do ar  e depois, são distribuídos aos outros chacras principais. Em outras palavras, o chacra esplênico energiza os outros chacras principais e, consequentemente, energiza todo o corpo bioplasmático do corpo físico visível. Isso significa que os outros chacras principais e os órgãos vitais dependem substancialmente do chacra esplênico para a obtenção de energia vital. O tamanho normal do chacra esplênico é de, aproximadamente, 1/2 a 2/3 do tamanho médio dos outros chacras principais. O chacra esplênico: a) controla e energiza o baço, b) afeta o nível de energia vital ou a vitalidade geral do organismo, c) afeta a qualidade do sangue e d) afeta o sistema imunológico do organismo com base em observações clarividentes, verifica-se que o chacra esplênico encontra-se geralmente, senão sempre, afetado nos pacientes portadores de infecção grave. Do ponto de vista médico. O baço remove partículas anormais, especialmente germes do sangue, e também produz anticorpos.
O mau funcionamento dos chacras esplênico pode se manifestar como: a) doenças do baço, b) baixa vitalidade, c) nível mais baixo de imunidade, d) sangue "sujo" ou doenças sanguíneas, e) artrite e reumatismo.
 Pacientes com artrite reumatoide apresentam o chacra esplênico congestionado. Este chacra está intimamente relacionado com o chacra umbilical. Quando encontra-se altamente energizado e ativado, o chacra esplênico também se torna substancialmente energizado e parcialmente ativado, absorvendo, assim, maior quantidade de energia vital do ar. Isso, portanto, eleva o nível de energia vital de todo o corpo. Um individuo pode se energizar pela simples concentração no chacra umbilical. Através dessa concentração, o chacra umbilical se torna ativado e energizado. Isso, por sua vez, ativa e energiza substancialmente o chacra esplênico, que energiza os outros chacras e, consequentemente, energiza todo o corpo. O chacra umbilical encontra-se também intimamente relacionado ao chacra meng mein. Portanto, não é aconselhável que um paciente com hipertensão receba doação de energia sobre o chacra umbilical, uma vez que isso pode agravar o seu estado de saúde.
6. Chacra gástrico. O chacra gástrico frontal localiza-se na cavidade situada entre as costelas; o chacra gástrico dorsal localiza-se na parte de trás da área do plexo solar. Esses chacras possuem dez pétalas. O chacra gástrico controla e energiza: a) o diafragma, b) o fígado, c) o pâncreas, d) o estomago, e) num grau substancial, os intestinos delgado e grosso, f) as glândulas suprarrenais, o coração, os pulmões e outras partes do corpo são também afetadas pelo chacra gástrico .
A qualidade do sangue também é afetada pelo chacra gástrico, uma vez que este controla e energiza o fígado, que desintoxica o sangue. Pacientes portadores de artrite reumatoide, doenças autoimunes ou lúpus eritematoso apresentam um mau funcionamento do chacra gástrico e do fígado. E mais eficaz energizar o pâncreas através do chacra gástrico dorsal.
Uma pessoa exaurida pode ser rapidamente revitalizada pela energização do chacra gástrico. Este é um dos chacras mais importantes, pois controla, energiza e afeta muitos órgãos vitais. É também muito facilmente perturbado ou desequilibrado por emoções negativas.
O mau funcionamento do chacra gástrico pode se manifestar como: a) dificuldade para respirar, devido ao mau funcionamento do diafragma, h) diabetes ,c) doenças do pâncreas ,d) doenças digestivas, c) hepatite, f) doenças da vesícula, g) alto nível de colesterol, h) doenças cardíacas, i) doenças sanguíneas ou sangue "sujo".
O chacra gástrico é o centro das emoções inferiores, positivas e negativas, como ambição, coragem, perseverança, agressividade, zanga, ódio, inveja, ganância. agressividade, violência, crueldade etc. Quando uma pessoa está muito zangada, o chacra gástrico pulsa irregularmente. Isso faz com que o movimento (contração/relaxamento) do diafragma seja desordenado, resultando em respiração curta e irregular.
7. Chacra cardíaco. Este chacra possui doze pétalas. O chacra cardíaco frontal,  se localiza no centro do peito. Ele controla e energiza o coração e o timo.




O chacra cardíaco dorsal. Controla e energiza os pulmões, o coração e o timo. O chacra cardíaco também afeta a capacidade do organismo de lutar contra as infecções. Do ponto de vista médico, o timo e uma glândula importante do sistema de defesa do corpo. A energização do coração é realizada através do chacra cardíaco dorsal, que permite que enegia vital flua facilmente para o coração, pulmões e outras partes do corpo, sem causar congestão ao coração físico. O chacra cardíaco é o centro das emoções superiores ou refinados. Encontra-se intimamente relacionado ao chacra gástrico, pois ambos são centros emocionais. Excitar o chacra gástrico, é, também, excitar o chacra cardíaco. É por isso que as emoções negativas têm, ao longo do tempo, efeitos prejudiciais sobre o coração físico.
8. Chacra laringeo. Este chacra localiza-se no centro da garganta. Possui dezesseis pétalas. O chacra laríngeo controla e energiza:  a) a garganta, b) a laringe, c) a traqueia, d) a tireoide, e) as glândulas paratireoides, f) o sistema linfático, g) e também afeta o chacra genésico. O mau funcionamento desse chacra pode se manifestar como esterilidade e doenças relacionadas a garganta, como bócio, inflamação da garganta, perda da voz e asma. O chacra laríngeo é o centro da mente concreta ou inferior (faculdade mental inferior) e é também o centro da criatividade superior.
9. Chacra Ajna. Este chacra localiza-se entre as sobrancelhas, tem noventa e seis pétalas apresenta duas divisões. Cada divisão possui quarenta e oito pétalas. Este chacra controla e energiza a glândula pituitária e todo o corpo. É chamado de “chacra mestre” porque controla todos os chacras principais e o sistema endócrino, além de afetar todos os órgãos vitais. O mau funcionamento do chacra ajna pode se manifestar como doenças de glândulas endócrinas, doenças oculares, câncer etc. O ajna é o centro da mente abstrata ou superior e é também o centro da vontade ou função diretora.
10. Chacra frontal. Este chacra localiza-se no centro da testa. Possui cento e quarenta e quatro pétalas separadas em doze divisões, cada uma das quais contendo doze pétalas. Ele controla e energiza a glândula pineal e o sistema nervoso. O seu mau funcionamento pode se manifestar como doenças do sistema nervoso. O chacra frontal é o centro da consciência cósmica.
11. Chacra coronário. Este chacra localiza-se na coroa da cabeça. Possui novecentas e sessenta pétalas externas e doze pétalas internas, compondo dois conjuntos. As doze pétalas internas. O chacra cardíaco frontal assemelha-se ao conjunto de pétalas internas do chacra coronário. O chacra coronário é o ponto de entrada da energia divina . O chacra coronário controla e energiza o cérebro e a glândula pineal. O mau funcionamento deste chacra pode se manifestar como doenças da glândula pineal e do cérebro, que podem se manifestar como doenças físicas ou psicológicas.
O chacra coronário é o centro da consciência cósmica superior. A faculdade mental pode ser comparada a um homem cego, enquanto a consciência cósmica superior a uma pessoa que pode enxergar. Para que um homem cego tenha consciência da forma de um elefante ele tem de gastar um tempo considerável tocando um elefante e tentando deduzir e sintetizar os dados obtidos. Já uma pessoa que pode ver saberá imediatamente qual é a forma de um elefante. A consciência cósmica superior compreende um assunto, não através de um longo período de estudo item através de raciocínios indutivos ou dedutivos, mas através da compreensão ou da percepção direta.  Através da consciência cósmica superior, a pessoa sente a unidade com todas as coisas, a unidade com Deus. É através da consciência de Cristo que se sente bondade amor por tudo.
Postar um comentário