Seja Bem Vindo ao Estudo do Magnetismo

Você que acompanha nosso Blog e gosta das matérias aqui postadas, seja um seguidor cadastro esta ao lado da matéria, no ícone "Participar deste site". Grato! a todos.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

ÁGUA MAGNETIZADA




E, ao terceiro dia, fizeram-se umas bodas em Caná da Galiléia; e estava ali a mãe de Jesus. E foram também convidados Jesus e os seus discípulos para as bodas. E, faltando o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: Não têm vinho. Disse-lhe Jesus: Mulher, que tenho eu contigo? Ainda não é chegada a minha hora. Sua mãe disse aos empregados: Fazei tudo quanto ele vos disser. E estavam ali postas seis talhas de pedra, para as purificações dos judeus, e em cada uma cabiam duas ou três metretas. Disse-lhes Jesus: Enchei de água essas talhas. E encheram-nas até em cima. E disse-lhes: Tirai agora e levai ao mestre-sala. E levaram. E, logo que o mestre-sala provou a água feita vinho (não sabendo de onde viera, se bem que o sabiam os empregados que tinham tirado a água), chamou o mestre-sala ao esposo. E disse-lhe: Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando {já} têm bebido bem, então, o inferior; {mas} tu guardaste até agora o bom vinho. (João, II)
A capacidade magnética de Jesus é incontestável e a passagem acima atesta isso. A possibilidade de operar modificações moleculares na água através da interferência fluídica é conhecida de todos os magnetizadores e passistas. A água é uma das substâncias mais propícias para fluidificação. Além de ser barata e fácil de ser encontrada, não tem contraindicação, tornando-se um elemento bastante eficaz na complementação aos processos magnéticos de cura.
O Dr. Masaru Emoto, 65 anos, nascido em Yokohama, no Japão, escreveu o livro “A Mensagem da Água”. Nesta obra ele relata o seu trabalho científico de análise de amostras de água procedentes de várias partes do mundo e que foram expostas aos mais diversos tipos de emoções e sentimentos. Através do método de ressonância magnética, chegou à conclusão da enorme capacidade que a água tem de modificar-se diante de estímulos positivos ou negativos endereçados pelas nossas mentes.
O Dr. Konstantin Korotkov utilizando um aparelho chamado GDV, baseado no efeito Kirlian, pôde realizar inúmeras experiências, dentre elas, a análise de água magnetizada através de imagens digitalizadas. Durante cinco minutos o médium curador russo Allan Chumak magnetizou uma certa porção de água que, em comparação com a água controle (sem magnetização) apresentou uma área energética a envolvê-la de mais de 300% o tamanho do campo energético ao redor da água controle. Além disto, comprovou ter havido alterações significativas nas propriedades da água magnetizada.
Diante desta facilidade que a água apresenta para assimilar projeções fluídicas, nada mais conveniente do que utilizá-la como auxiliar nos processos de cura. Os magnetizadores sempre foram unânimes em afirmar os benefícios proporcionados pela água magnetizada para a saúde dos pacientes. Afirma Alphonse Bué: A água é, de todos os corpos inertes, o que mais facilmente se magnetiza e que também comunica melhor a energia de que é portadora. A água, por si mesma, já é, como o ar, a luz, o calor, um dos elementos primordiais da nossa vida planetária; magnetizando-a, aumenta-se consideravelmente a energia das suas propriedades vitais. Na opinião de todos aqueles que se ocupam de magnetismo sob o ponto de vista curador, a água magnetizada representa um papel muito importante na medicina magnética; de todas as magnetizações intermediárias é a que produz efeitos mais surpreendentes e mais úteis à saúde .
... A água magnetizada deve ser empregada como acessório de todo tratamento para auxiliar a ação magnética direta. Receita-se como bebida nas refeições ou nos intervalos; emprega-se também em banhos e loções. (MAGNETISMO CURADOR) 
Cita o autor, inclusive, a opinião de outros magnetizadores, mostrando outras aplicações da água magnetizada além da opção de ser bebida.
Fernanda Lima, do Núcleo Espírita Allan Kardec, em entrevista ao Portal Irc-Espiritismo, afirma que a água magnetizada pode alcançar os seguintes resultados no nosso organismo:
1 - Inibição da formação de radicais livres, ou seja, diminuição dos processos oxidativos celulares, diminuição da taxa de produção de gás carbônico, aceleração dos processos de fagocitose, incremento na produção de linfócitos (células de defesa).
2 - Observa-se, na membrana celular, uma maior mobilidade de íons de Sódio e Potássio, melhorando o processo de osmose celular, tendo um efeito rejuvenescedor no organismo. Há uma distribuição no mecanismo de transporte de vários tipos de cátions, como é o caso do cálcio.
3 - Efeitos sobre os hormônios receptores, ativação dos linfócitos por antígenos e várias lecitinas. O processo de polarização magnética induzida (imantação) da água no organismo produz a captura e precipitação do cálcio em excesso no meio celular.
4 - Reposição da energia espiritual, renovando a estrutura perispiritual. Na obra já citada, Alphonse Bué diz que “os efeitos produzidos pela água magnetizada são múltiplos, às vezes são até absolutamente opostos; alternativamente tônica ou laxativa a água magnetizada fecha ou abre as vias de eliminação conforme as necessidades do organismo, pois toda a magnetização direta ou indireta tem por fim o equilíbrio das correntes, e conseguintemente o das funções.
O efeito será tônico, quando houver excesso nas funções de eliminação; será laxativo, quando as funções de condensação forem exageradas.”
Relata ainda, o autor, a respeito dos resultados alcançados com a água magnetizada nos casos de constipação, ressaltando sucessos às vezes surpreendentes como num exemplo citado em que o paciente, em menos de cinco dias, teve trinta e uma dejeções abundantes e infectas, sem contudo sofrer debilitação do organismo, antes sofrendo uma melhora em seu estado. Completa ainda: “Se a água magnetizada tomada internamente, favorece as digestões e secreções, impede o retorno dos acessos nas febres intermitentes e pode reconstituir o organismo por completo, como se fora o melhor dos fortificantes; o seu emprego externo em loções e compressas não tem menos efeitos soberanos para as feridas, os dartros, as queimaduras, as erisipelas e as moléstias de olhos.”
Para magnetização da água, como em todo processo magnético, a vontade do magnetizador é um requisito indispensável. Em O Livro dos Médiuns, capítulo VIII, Allan Kardec assim se refere:
Esta teoria nos fornece a solução de um fato bem conhecido em magnetismo, mas inexplicado até hoje: o da mudança das propriedades da água, por obra da vontade. O Espírito atuante é o do magnetizador, quase sempre assistido por outro Espírito.
Ele opera uma transmutação por meio do fluido magnético que, como atrás dissemos, é a substância que mais se aproxima da matéria cósmica, ou elemento universal.
...Sabe-se que papel capital desempenha a vontade em todos os fenômenos do magnetismo.”(grifei)
Compreende-se daí que, devendo fazer uso da vontade, ou seja, querer, é preciso, também, definir o que se quer e deter o pensamento neste objetivo. A vontade impulsionará os fluidos que, assimilados pelas moléculas do líquido, elaborarão a metamorfose objetivada.
Não basta, portanto, estender as mãos para que as “coisas”, magneticamente falando, aconteçam. É preciso direcionamento e finalidade. Como técnica requerida, o magnetizador pode estender sua mão em direção ao recipiente com a água, concentrar seus esforços e emitir os seus fluidos, contando com um Espírito que o assista, desde que saiba atraí-lo pelas suas intenções e sentimentos.
Quanto ao vasilhame contendo a água, não importa se este encontra-se fechado ou aberto, qual a sua cor, se é transparente ou opaco, nem de qual material é feito. Importa sim, a qualidade dos fluidos projetados e o seu poder de interferência nas moléculas da água. Também não faz diferença a temperatura em que a água se encontra.
Além disto, os cuidados com a conservação da água devem ser tomados, não só no que se refere à higiene material, preservando-a quanto à presença de poeira ou de insetos, como também no que se refere ao ambiente mental onde o recipiente será guardado, resguardando-o de lugares onde as emanações fluídicas negativas existam, provenientes das nossas palavras, pensamentos e sentimentos negativos.
Para os casos em que o paciente necessita de fluidos novos, mas encontra-se com os seus centros de força sem boas condições de assimilação, a água energizada por um bom magnetizador, será de grande ajuda. Fazendo o caminho inverso ao do passe, ou seja, sendo captada primeiro pelo corpo físico, suprirá as suas necessidades energéticas através dos processos naturais de digestão e assimilação, sem risco de acúmulos indevidos nos centros de força, além de prolongar os efeitos dos passes devido à complementação fluídica que ela oferece.
Consulta: A Cura da Depressão pelo Magnetismo, Jacob Melo
Postar um comentário