Seja Bem Vindo ao Estudo do Magnetismo

Você que acompanha nosso Blog e gosta das matérias aqui postadas, seja um seguidor cadastro esta ao lado da matéria, no ícone "Participar deste site". Grato! a todos.

sexta-feira, 22 de junho de 2012

TIPOS DE PASSES (CIRCULARES)



CIRCULARES
COMO USAR
Pequenos circulares ou rotatórios e as aflorações psíquicas.
Os pequenos circulares são realizados com movimentos das mãos sobre um determinado local, região ou centro vital. Imagine que o ponto a ser magnetizado seja uma espécie de parafuso que será apertado (no sentido horário). Gira-se a(s) mão(s) num giro de pelo menos 180º, findo o qual fecha-se a(s) mão(s), retornando ao ponto inicial, repetindo essa ação tantas vezes quantas necessárias. O braço não se move.
Os circulares propriamente ditos (grandes circulares ou aflorações psíquicas) são realizados com as mãos paradas, mas os braços girando em torno do ponto que se deseja magnetizar. Imagine que irá alisar ou massagear a região que vai ser tratada, sempre no sentido horário.
Faz-se o giro completo em torno do ponto em magnetização. Querendo fazer uma parada após cada giro (isso é totalmente opcional) retorne a(s) mão(s) fazendo-a (s) girar, afastada(s) do ponto de aplicação e com ela(s) fechada(s).
COMO FUNCIONAM
Os "pequenos circulares", por serem mais apropriados para atendimento magnético em regiões menores, normalmente são aplicados  muito próximos do local, adquirindo, por isso mesmo, a característica de concentrador ativante.
As "aflorações psíquicas", abrangendo regiões maiores (mas na medida do possível, atendendo e relacionando-se a um único centro vital por vez), também funcionam como concentradoras de fluidos, só que tanto podem ser aplicadas na estrutura dos ativantes como dos calmantes; todavia os resultados ativantes são sempre melhor pronunciados.
Essas duas técnicas levam uma vantagem sobre certas imposições, como concentradoras: a prática tem demonstrado que quando realizamos concentrações fluídicas através de circulares, a incidência de "retorno fluídico", que seria absorvido pelos polos emissores (as
mãos) do passista, é muito reduzida, o que resulta e maior conforto na sua realização e melhor absorção fluídica pelo paciente.
PARA QUE SERVEM
Para tratamentos que requeiram vivas concentrações fluídicas. Pela forma como os fluidos são "despejados", literalmente dentro do sistema vorticoso(?) dos centros vitais, a absorção destes é muito efetiva e seus resultados, por isso mesmo, são muito positivos. Casos que estejam relacionados com os centros laríngeo, cardíaco, gástrico, esplênico e genésico são muito bem tratados com essas técnicas, bem como tumorações, cânceres, inflamações, problemas de pele e ossos.
EM QUE SÃO MAIS EFICAZ
Os "pequenos circulares" são muito eficazes em pequenas feridas ou pequenas infecções, enquanto as "aflorações" são muito eficientes em questões gástricas de uma forma geral ou regiões maiores sob inflamações e/ou infecções.
FONTE: CURE-SE E CURE PELOS PASSES
 JACOB MELO - Edição 2008

Veja vídeo abaixo:
http://www.youtube.com/watch?v=Xmy8G-6aOm0&feature=plcp

Postar um comentário